29/01/2009

BOLSA PEIXE

Há pessoas que acreditam que há hipocrisia boa e hipocrisia ruim. Geralmente a nossa hipocrisia é boa e a dos governantes ruim. O que você acha deste caso?

23/01/2009

AÇÃO ENTRE AMIGOS

A crise financeira mundial, liderada pelos Estados Unidos, foi fruto de ações entre amigos tungando a massa. Sempre é. E mais, os líderes, executivos de monstruosos grupos (sob todos os sentidos), nem perderam seus bônus de milhões de dólares! Agora vem Lula distribuindo dinheiro através do BNDES! Não explico os danos, Miriam Leitão explica, em artigo hoje em O Globo.

22/01/2009

O EXPERT E O IGNORANTE

Sou um ignorante em bolsa, mas sou expert em aritimética. O Mauro Halfeld é comentarista de investimentos da radio CBN, portanto, um expert em bolsa e em aritimética. Ontem, 21 de janeiro, fez um comentário que corrobora o que eu, por simples cálculo aritimético, disse aqui em 17 de dezembro passado: "no início de 2009 (o Ibovespa) fica abaixo de 30 mil (pontos)".

Ouçam para comprovar:



PS: O que terá a dizer Rubano, meu amigo aposentado?

21/01/2009

O QUE IMPORTA?

A violência atingiu níveis insuportáveis. Será? Vejamos alguns dados coletados na web. Alagoas, novembro de 2008, mais de 160 pessoas assassinadas no mês. São Paulo, entre 1999 e 2001, média de 35 por dia. Brasil, 2006, média de 137 assassinatos, representando um crescimento de 21% em relação à média de 2000. No Iraque em guerra, em 2006, morreram, de forma violenta, 34 mil civis, uma média de 38 por dia. Rio de Janeiro, 15 de janeiro de 2008, 5a feira, ao sair do trabalho um homem é assassinado com 3 tiros. Não deu no jornal, será que entrou nas estatísticas?

15/01/2009

BRASIL SEM CARÁTER

O Brasil de Lula é um país sem caráter. A gente nunca sabe o que ele pensa sobre questões de mesmo teor. Vejamos o caso Cesare Battisti, ativista de esquerda como os petistas, detido no Brasil e a quem, para irritação dos italianos, Tarso Genro, ministro da justiça de nosso presidente, concedeu asilo político. A justificativa dada em nota oficial: "Battisti recebeu status de refugiado por temor de que estivesse sendo perseguido por suas opiniões políticas".

06/01/2009

"TEJE" PRESO!


Conheço uma pessoa que quando interpreta como errada uma ação de outro, saca logo um "isso devia ser proibido". Na sua incapacidade de pensar em alguma outra solução, até porque não é responsabilidade dela, clama por um estado-polícia protetor desta incapacidade. Mas ela é honesta. Dias atrás, quando evidenciei este seu lado criador de "leis", reconheceu: "É, vai ter que abrir uma penitenciária do tamanho de São Paulo e não vai dar pra todo mundo".

Quando assistir ao seu jornal televisivo preferido, preste atenção nas quantidades de leis que são feitas com artigos prevendo "de x a y anos de prisão" para isto e aquilo! Se houvesse capacidade do estado de aplicar todas as leis, não haveria cidadão em liberdade, nem para prender os infratores. Círculo vicioso sem solução.

As razões são muitas e permite vários tratados sociológicos, mas, na base, vamos encontrar os seguintes: a) o desempenho do político eleito para o legislativo é medido pelo número de leis que propõe; b) visão de Estado paternalista pretensamente socialista; c) necessidade de criar dificuldade para gerar facilidade. Fiquemos nessas.

O deputado comunista Aldo Rebelo quer ver aprovado seu projeto de lei que proibe o uso de estrangeirismos na propaganda. Deixemos de lado a tentativa de assassinato da língua portuguesa. De cartazes em vitrines de lojas e outdoors nos mais de 5 mil municípios brasileiros, a anúncios em jornais e revistas do país inteiro, tentemos apenas imaginar a quantidade de zeros no custo do aparato policialesco necessário para que esta insensata proposta tenha mínima eficiência!

Lembrei de tudo isso estimulado pela notícia de que o senador Eduardo Azeredo, engenheiro com especialização em informática (!!!), apresentou um projeto de lei para fiscalizar o tráfego de informações na internet. Não li e fiquei me perguntando: comol? 

O que incomoda nos projetos com base nestes princípios é que para atingir uma minoria, eles nos tratam a todos, a maioria, como bandidos, nos subordinando às suas incompetências.

04/01/2009

A BANDIDA DA LUZ VERMELHA

Irrito-me frequentemente com este padrão stand by adotado nos últimos anos pela indústria na produção todo e qualquer tipo de aparelho eletrônico. De televisores a computadores, tudo agora tem uma maldita luz vermelha que na maioria dos casos você só apaga desconectando da tomada. Alguns computadores apresentam um comportamento ainda mais esdrúxulo: quando desligados (luz acesa) parecem ligados, quando ligados (luz apagada) parecem desligados.