22/02/2015

SUPRACENTRAL DOS TRABALHADORES IV

ou A Mentira tem Perna Turta

Continuando a demonstrar que o PT não é um partido político, pois não tem nenhum compromisso com qualquer princípio filosófico, só com o ter e manter o poder, me sirvo de algumas decisões e manifestações do pensamento dos atuais petistas aboletados no poder. Veja o que o senhor Luiz Inácio disse em encontro do PT neste início de 2014: "Temos a oportunidade histórica de elaborar um novo Manifesto do PT, capaz de traduzir nossos compromissos para os dias de hoje e para os próximos 35 anos". É o que eu digo: não tem princípios, a tática é ajustá-los ao "momento histórico". E que não me acusem de ser radical, de não aceitar mudanças, etc. O problema é o que está por trás da expressão "momento histórico". No meu entendimento, no caso do PT, a tradução é: a pressão está grande, vamos ceder para permanecer.

Aí em cima neste primeiro parágrafo eu ia usar o termo "contradições" do PT, mas neste caso não cabe o uso, pois a mentira é uma técnica de manutenção "da verdade" usada, exatamente, por aqueles que são ocos de princípios. É esta a razão por trás das mudanças de ação e opinião do senhor Luiz Inácio, do senhor José Dirceu, da senhora Dilma Rousseff de outros seus correlatos e, mais atualmente, desta joia da corte, esta estrela em ascensão, que é o senhor José Eduardo Cardozo.

12/02/2015

SUPRACENTRAL DOS TRABALHADORES III

O PT, respeitando-se como seu objetivo a sua designação, Partido dos Trabalhadores, foi fundado por um operário da indústria metalúrgica, depois de passar por uma experiência bem-sucedida de liderança do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, uma entidade cuja existência depende de assumir, sempre, posições contrárias ao Sindicato das Indústrias (não é juízo de valor, é reconhecimento do papel dos sindicatos) para negociar ganhos e evitar perdas. Repito aqui definição do senhor Luiz Inácio sobre ele mesmo em 2005:  "Eu estou presidente, mas sou mesmo é dirigente sindical"

Esta origem do PT não tem base filosófica. Não contém uma visão de mundo ou de proposta de solução para as tantas e tantas angústias sobre a divisão e distribuição dos recursos oferecidos pela natureza, pela ciência, pelo conhecimento de maneira geral. Eu acho o pensamento marxista, uma formulação de psicopatas, mas seus conceitos visam a implantação de um sistema para todos (com exceção dos membros do politburo). Você pode achar que o liberalismo é uma inviabilidade prática, mas, do mesmo modo, propõe um sistema para todos (com exceção para os amigos do poder). O PT é uma entidade cuja única proposta, vaga, nebulosa, é defender "os trabalhadores". E quem são os "trabalhadores"? Tomando a decisão estapafúrdia (consulte os resultados neste início de 2015) de isenção do IPI para a indústria automobilística e outras, "trabalhadores" para o PT significa "trabalhadores da indústria metalúrgica".